Ir para conteúdo

Ir para conteúdo

Prefeitura
Acompanhe-nos:
Facebook
Flickr
Youtube
Turismo
Principal   Turismo
 

› Pontos Turísticos

Castelo Furlani

A história de Pederneiras reserva grandes atrações para quem se dispuser a estudá-la. Entre os destaques da história do município figura FAUSTO FURLANI. Nascido na província de Trento, Áustria, em 1876 (hoje pertence à Itália) Fausto Furlani se aventurou a se mudar para uma terra distante, sobre a qual pouco, ou quase nada conhecia. Acabou desembarcando em Pederneiras, após um período em Vitória, no Espírito Santo e em Bocaina.

Em 1908, surgiu a ideia de construir um castelo numa terra cercada de índios, quando uma pequena casa habitada apenas por ele e sua mulher recebeu uma parte das famílias Furlani e Colati, incluindo o pai de Fausto, Leonardo Furlani. Construir mais uma ou duas casas ou mesmo ampliar a já existente não pareceu uma ideia atraente para famílias acostumadas a viver entre os castelos da região de Trento.

O caminho mais “simples” foi construir um castelo. O local era propício. A pequena casa, que viu crescer ao seu lado um castelo, ficava próxima da água.

O terreno, em declive acentuado, completava a paisagem. A área total para a construção era de pouco mais de um hectare. O castelo começou a ser construído em 1911, com cimento importado da Alemanha e telhas de Marselha, França. Fausto Furlani, que era engenheiro, quase não participou da construção do castelo. Ele foi o responsável pelo desenho da planta, mas passava a maior parte do tempo a procura de materiais para a construção.

O pai, Leonardo Furlani, mestre de obras, e os irmãos, trabalhavam na construção efetiva do prédio. Aos poucos, à medida que as paredes iam subindo, a região já começava a se transformar. Até mesmo a paisagem foi modificada.

As árvores nativas foram substituídas por plátanos e araucárias que cercam o castelo e plantas que até então só eram encontradas, no Brasil, na região Sul. Há também várias estátuas de pessoas e quimeras (estátuas que são mistos de animais).

Na época, ainda como um dos últimos locais “civilizados” antes do sertão para o oeste, Pederneiras sofria com a constante presença de bandidos. O castelo foi construído dentro de alto padrão de segurança. Uma porta de madeira muito resistente e uma ponte elevadiça no acesso ao 1º andar garantiam a segurança dos moradores.

A iluminação, cuja previsão inicial era para ser a gás, com gerador a carbureto e água, foi substituída por uma usina de eletricidade movida através do aumento da retirada de água do córrego, tocada por uma turbina Pelton.

Era a modernidade e a tradição europeia atingindo os olhos, de espanto e admiração, das pessoas que passavam pelo local.


Centro Cultural – Izavam Ribeiro Macário

Rua Prudente de Morais, S-211, Centro

Horário: 7h30 às 11h30 e das 13h às 17h

A antiga Estação Ferroviária foi reformada para abrigar o Centro Cultural do município. É um local destinado ao fomento e preservação da cultura e da história de Pederneiras.  Na entrada principal há a sala de exposições itinerantes “Wilson Ruiz Fernandes”, que fica disponível o ano todo para exposições diversas com artistas da cidade e região.

Próximo ao Centro Cultural, está localizado o Teatro Municipal “Flávio Razuk”.


Clubes Sociais

Pederneiras, conta ainda com vários clubes sociais que promovem o lazer e a badalação das noites de fins de semana pederneirense.


E.M.E.F. Eliazar Braga

O prédio onde hoje funciona a E.M.E.F. Eliazar Braga tem 97 anos e foi a primeira escola urbana do município. Trata-se de um prédio tombado como patrimônio histórico pelo CONDEPHAAT e seu nome é em homenagem ao doador do terreno, Coronel Eliazar Braga.


Engenho Bessi

Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros, Km 202

Horário: Todos os dias das 7h às 18h

No Engenho Bessi é possível conhecer o processo produtivo da cachaça artesanal, além da produção de rapaduras, melados, licores e cachaças especiais.


Igreja Matriz São Sebastião

Rua Siqueira Campos, L-17, Praça da Matriz

Horário: de segunda a sexta, das 7h30 às 17h e aos sábados, das 8h às 12h.

Em 22 de maio de 1891, foi instalado oficialmente o município sob o nome de São Sebastião da Alegria, e através de doação de terras foi erigida a capela sob a invocação de São Sebastião, hoje Igreja Matriz de São Sebastião.


Jardim Recreio “Lago dos Paturís”

Localizado à margem esquerda do Rio Tietê, encontram-se o loteamento Lago dos Paturís, que ocupa uma vasta área urbanizada e ornamentada com modernas residências, vários ranchos e chácaras destinados ao lazer e descanso de grupos de amigos e famílias nos fins de semana. É um recanto aprazível que apresenta aos visitantes magnífica e atraente visão panorâmica.


Parque Ecológico "Vale do Sol”

Avenida Bernardino Flora Furlan, S/N. Horário: 7h às 19h

O Parque Ecológico foi construído no início da década de 90 pelo ex-prefeito Giácomo Bertolini, que hoje dá nome ao recinto. É um local para descanso, prática de exercícios físicos e encontro com a natureza. Possui um bosque com uma das mais diversificadas e ricas floras da região, playground, quadra para vôlei de areia, estação de exercícios físicos, quiosque, mini fazenda com animais, palco para shows, pista de caminhada e ciclofaixa.

Centenas de pessoas passam pelo Parque Ecológico todos os dias. Nos feriados e finais de semana, é o ponto de encontro de jovens e amantes da natureza. É também palco de projetos, encontros, shows e recebe ainda dezenas de visitas educativas, inclusive de escolas de vários municípios da nossa região.

Lagoa do Parque Ecológico

Possui pistas de Motocross e Jeep


Rio Tietê

“Rio Tietê limpo e vivo. Ideal para prática de esportes e pescaria.”

 

Galeria de Fotos:   Ver mais
Publicado: 01 de JANEIRO de 2017
Pontos Turísticos

 
 
 

 
Localização Localização:
Rua: Siqueira Campos, n° S-64 - Centro - CEP: 17280-000
Localização Horário de Atendimento:
De Segunda a Sexta-Feira das 7h30 às 11h e das 13h às 16h30
Telefone Atendimento:
Fone: (14) 3283-9570
© Copyright Instar - 2006-2017. Todos os direitos reservados.
Seta
icone instar © Copyright Instar - 2006-2017. Todos os direitos reservados.